4 de mar de 2011

Dualismo dos sentimentos...

Hoje acordei não querendo acordar, sem forças para levantar, pensando em como mudar muitas coisas da minha vida, mas naó sei como defini-las, nem mesmo dicernir o que cortar e mudar, ai pensei em uma frase maravilhosa q ouvi uma vez "AS COISAS FINDAS, MUITO MAIS DO QUE LINDAS, ESSAS SIM FICARÃO". Ai decidi que náo usarei muito a razão, nem posso me basear somente na emoção, decidi deixar rolar as coisas e tentar perceber as que ainda vão ficar. O problema é que existe um sentimento muito gostoso, como um leve sopro do vento em dias de calor, que move sempre uma tentativa de encontra-la mesmo nos dias frios, tristes, onde as razões e as emoções se perdem deixando lugar para o vazio da existência, que logo desaparecerá diante desse imenso sentimento que ainda esta construindo suas bases fortes, mas logo um grande temporal está por vir e perderei vc de vez. Não por merecer, mas por ser completamente injusto meu sonho não se materializar e nosso amor por fim acabar.
A chuva agora já passou, restando apenas Eu e as cicatrizes das coisas findas que ainda doem, mas que terei de enfrentar.
Agora vou me levantar do meu esconderijo de lágrimas, me molhar nas águas que dizem ser puras (chuveiro), até me recompor para sair do meu esconderijo e melhor estar em outro lugar.

Um comentário:

Brendah Ferrero disse...

Muito bom, daqui a pouco suas postagens vão virar best seller.