26 de mar de 2013

Não quis consertar os erros, lágrimas o borrariam....

Ainda me lembro do céu negro, nuvens carregadas e eu novamente na chuva,
você não poderia ter me acordado, eu amo a chuva e como ela me toca,
não me acorde,
eu estava sonhando com a minha linda chuva,
acordado, novamente me vejo sozinho,
o sol forte me cega e não mais vejo estrelas em meu céu,
você estava em meu sonho e era mais bela que a noite,
mais bela que a chuva,
mais bela que meu sonho,
me fazia me sentir único,
fazia o céu nos contemplar,
agora fez a noite ir embora,
o sonho acabar,
não tire meu sono,
quero sonhar, quero estar,
quero nosso mundo sem regas, só instâncias,
essa é a linguagem do amor...
e é só pra que sente, saboreia, e enterra em si mesmo para nunca mais ser violado,
não me deixe sozinho no lugar que nos alimenta e nos fortalece,
é como a lágrima que transcende nosso corpo e carrega um pouco de nossa alma,
quero meu céu negro de volta,
quero minhas estrelas de volta,
quero tudo que se torna pequeno perto de vc,
bordando o seu redor,
moldando minha noite á sua espera,
quero vc,
quero dormir novamente e te encontrar em meus braços....


18 de mar de 2013

Drive (Incubus)




Às vezes, eu sinto o medo da incerteza me incomodar.
E eu não posso evitar me perguntar o quanto eu deixarei o medo assumir o volante e me guiar
Ele já me guiou antes,
E parece ter uma vaga atração maciça assustadora.
Mas ultimamente eu tenho começado a achar que
Eu deveria estar atrás do volante

Refrão

O que quer que o amanhã traga, eu estarei lá
De braços e olhos abertos, sim.
O que quer que o amanhã traga, eu estarei lá
Eu estarei lá
Então se eu decidisse renunciar à minha chance de ser mais um da colméia
Eu escolheria água ao invés de vinho
Me assumiria e dirigiria? Oh oh oh oooh
Ele já me guiou antes
E parece ser o caminho
Que qualquer outra pessoa pegaria
Mas ultimamente eu tenho começado a achar que
Quando me dirijo, encontro minha luz.

Refrão

O que quer que o amanhã traga, eu estarei lá
De braços e olhos abertos, sim.
O que quer que o amanhã traga, eu estarei lá
Eu estarei lá
Você escolheria água ao invés de vinho...
Assumiria o volante e dirigiria?

Refrão

O que quer que o amanhã traga, eu estarei lá
De braços e olhos abertos, sim.
O que quer que o amanhã traga, eu estarei lá
Eu estarei lá

Link: http://www.vagalume.com.br/incubus/drive-traducao.html#ixzz2NuiSDgPY

5 de mar de 2013

O silêncio

Silêncio, porque me estimula a aprender esse eu que é o meu; porque me obriga a manter-me fixo na infinita instabilidade da vida e a voltar para mim o espelho côncavo com que dantes procurava abarcar a vida fora de mim mesmo. Esse silêncio agrada-me porque me sinto capaz desse esforço e com coragem para segurar o espelho, mostre-me ele o que mostrar, o meu ideal ou a minha caricatura. 
Exigências absolutas feitas a qualquer pessoa que queira viver uma existência verdadeiramente autêntica.
Talvez o silêncio seja apenas um deserto, um momento único onde procuraremos toda a essência da felicidade, como o silêncio das estrelas segundo Lenine, da a ideia de um silêncio nostálgico e observador.