22 de abr de 2012

A outra...


Um dia difícil, onde o real perdeu lugar para o impossível, onde o amor se transformou em rancor, onde todas as minhas tentativas foram em vão. Aquilo que era indestrutível perdeu lugar para o orgulho, para a apatia, a falta de atitude deixou essa fogueira de amor apagar-se, agora a frieza e a escuridão me fazem ir embora, juntar meus pedaços e seguir em frente á procura de mim mesmo nos braços de outra, do acaso, e do fascinante inesperado.

Nenhum comentário: