12 de set de 2011

Amor (fogo e lenha)

O problema talvez seja pagar pouco e querer muito, esperar demais sem fazer nada pelo que quer, não percebe que um é fogo e o outro é lenha, cada medida que me queimo vejo você se doar, pra não matar esse mundo só nosso, onde o cartão de entrada é o "amor" e tudo se faz por ele. Talvez ai esteja o problema, o tal do "amor", que vira dor, vira lágrimas, as vezes ódio, simplesmente por aquilo não existir dentro de quem sentimos e queremos que sinta o mesmo, na verdade um pouco mais (do que eu) para tentar equilibrar meus excessos.
Amo demais sem me saciar.

Nenhum comentário: